Newsletter
Artigos

Cooperativismo de Crédito 4.0: uma jornada de inclusão, integração e competitividade

O mundo já vive às vésperas de uma nova era. Prenunciada na Alemanha há menos de 10 anos e denominada de realidade 4.0, ela representa a síntese da evolução das três grandes revoluções anteriores que, de fins do século 18 à segunda metade do século 20, deram novo rumo à história da humanidade.

Estamos presenciando grandes avanços na Robótica, na Inteligência Artificial e na Internet das coisas – a conexão online de bens físicos como carros é um exemplo. Por outro lado, vivemos outro grande desafio: a economia de mercado tem acentuado a desigualdade econômica e social. Por isso é fundamental a expansão do cooperativismo.

E ninguém menos do que o economista Joseph Stiglitz, Prêmio Nobel de Economia em 2001, também está convencido disso. Ele afirma que é importante aprender com as cooperativas para remodelar a economia e a globalização.

A boa notícia é que o cooperativismo avança a passos largos. Desde a criação da cooperativa pioneira de Rochdale, na Inglaterra, em 1844, até os dias atuais, o movimento – e particularmente o ramo Crédito – sempre evoluiu e se modernizou. Hoje, reúne, segundo dados do World Council Statistical Report (2018), mais de 274,2 milhões de pessoas em todo o mundo são associadas a 85,4 mil cooperativas de crédito.

Entretanto, nesses quase 180 anos, o ritmo das mudanças se tornou extremamente veloz e intenso, o que exige preparo redobrado de todos os agentes e lideranças do movimento cooperativista.

Na sociedade de nossos dias, definitivamente tecnológica e digital, não apenas os processos e paradigmas se alteraram, mas principalmente o perfil, as necessidades, as expectativas e os valores dos cidadãos em relação aos produtos e serviços que consomem e às organizações das quais participam. Entre esses, os associados das Cooperativas de Crédito.

Como o Cooperativismo de Crédito brasileiro está se preparando para representar um verdadeiro pilar econômico dentro da realidade 4.0? Quais horizontes e oportunidades as lideranças cooperativistas projetam a curto e médio prazos? Como tornar visível aos olhos da sociedade essa forma de economia solidária voltada à prosperidade e à redução da desigualdade?

Esses serão alguns dos temas em pauta nas conferências, palestras, mesas redondas, estações temáticas, workshops, feira de negócios e outras programações do 13º Congresso Brasileiro do Cooperativismo de Crédito – CONCRED, que a Confederação Brasileira das Cooperativas de Crédito – Confebras realizará em Recife, no período de 7 a 9 de outubro deste ano, em parceria com sua filiada Sicoob Central Nordeste e apoio do Banco Central do Brasil e SESCOOP PE. As inscrições já estão disponíveis no site da Confebras.

A temática principal do Congresso será Cooperativismo de Crédito 4.0: Uma Jornada de Inclusão, Integração e Competitividade. Trata-se de uma experiência transformadora e um momento singular que não deve ficar de fora da agenda das lideranças, dirigentes e parceiros do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo – SNCC.

Seja protagonista também nesse novo tempo!

Kedson Macedo

Presidente da Confebras