Newsletter
Artigos

As cooperativas e o agronegócio

É incrível como existe uma forte ligação entre o nosso agronegócio e o cooperativismo. A cada quilômetro que eu percorro no Brasil, confiro isso na prática. É ótimo ver como essa forte aproximação ajuda os produtores rurais em vários aspectos, tais como comercialização de produtos, resolução imediata de problemas e identificação de novos caminhos para exportação.

Em uma conversa com Whaslley Silva, que está há mais de 20 anos na Comigo, ouvi que uma cooperativa gera integração e riquezas para os participantes e também contribui para o constante desenvolvimento de todos. "O cooperado impulsiona a Comigo a hoje ser a cooperativa que ela é. Crescendo, expandindo”, disse ele.

Durante o bate-papo, Whaslley também me apresentou os planos da cooperativa. “Dentro do planejamento estratégico, temos como objetivo manter a cooperativa capitalizada e o foco no cooperado. Acredito que, nos próximos anos, a Comigo vai se diversificar, crescer em área e em espaço territorial”.

Apesar do bom momento, as cooperativas enfrentam alguns desafios. Em uma conversa, Marcelo Schwalbert, da cooperativa Cotrijal, me disse que a sucessão familiar é um deles. “Fazemos um trabalho, já há alguns anos, nas propriedades. Agora, estamos desenvolvendo uma sucessão dentro da cooperativa”, contou ele.

Além deste ponto, outro merece atenção: a tecnologia. Com tantas opções, produtores se sentem um pouco perdidos. Já ouvi relatos sobre este cenário. Mas, então, a tecnologia ajuda ou atrapalha as cooperativas? Marcelo me respondeu: "Tecnologia só ajuda, precisa ser bem trabalhada, bem conduzida".

Ao final do bate-papo, ele disse: “O desafio é usar a melhor tecnologia e a mais assertiva para nosso público”. Concordo plenamente e fico contente em saber que o cooperativismo no agronegócio terá grandes aliados.

Afinal, com aplicativos, softwares e ferramentas diversas, ganha-se agilidade, produtividade, rentabilidade e aumenta-se o senso de cooperativismo: todos juntos em busca dos melhores resultados. O agronegócio agradece. A sociedade agradece.

Rodrigo Capella

Com atuação no agronegócio desde 2004, Rodrigo Capella é palestrante, consultor e diretor geral da Ação Estratégica - Comunicação e Marketing. É autor de livros e tem artigos publicados em diversos países sobre inovações, análises e tendências do agronegócio