Newsletter
Notícias

Alesc e Câmara lembram os 50 anos da Cooperativa Juriti

11/07/2018

A Assembleia Legislativa de SC, por proposição do deputado Carlos Chiodini, e a Câmara Municipal de Massaranduba, por requerimento dos vereadores Joanir Lewandowski, Djonathan Cisz e Fabiano Kempski, prestaram homenagem a Cooperativa Juriti na noite de quinta-feira (5), no auditório Irineu Manke. Os 57 sócio-fundadores que deram início à história de sucesso no dia 30 de março de 1968 foram homenageados, assim como dirigentes da Cooperativa e o agrônomo Amantino Dall`Agnol, que incentivou a fundação.

No total foram 62 homenageados. Vários oradores destacaram a data histórica e a importância da Cooperativa Juriti no contexto econômico e social de Massaranduba e de Santa Catarina, a sua solidez, liderança e o que representa para a comunidade. O vereador Joanir Lewandowski prestou homenagem nominando os 57 fundadores, assim como os presidentes Irineu Manke, Antenor Borgonha e Orlando Giovanella em forma de verso. 

Seu colega de bancada, Fabiano Kempski, igualmente exaltou a Cooperativa, como também fizeram, na sequência, os deputados Vicente Caropreso e Jean Kuhlmann. "Não é somente a Juriti a homenageada, mas toda a cadeia do cooperativismo, seus profissionais e conselheiros. Hoje Massaranduba não seria o que é sem a Juriti, que é uma referência e faz a diferença". 

Para o deputado Carlos Chiodini, proponente da sessão solene, a Assembleia Legislativa e a Câmara de Vereadores se uniram para a homenagem pelos 50 anos da Cooperativa Juriti que ajuda Santa Catarina a manter-se economicamente forte e socialmente saudável. "Isso se deve pela qualidade dos profissionais e dos seus dirigentes. O legado dos pioneiros e daqueles que dão continuidade à sua história há de se perpetuar", disse.

Silvério e Orlando destacam visão dos sócio-fundadores

O superintendente Silvério Orzechowski, em nome dos profissionais Juriti, lembrou-se dos 57 homens destemidos, produtores de arroz de Massaranduba e de Guaramirim, que iniciaram a Cooperativa em 1968, dos quais 13 são remanescentes e 10 permanecem associados. Destacou o trabalho do extensionista da Acaresc, Amantino Dall`Agnol, pelo esforço no convencimento dos produtores a participarem da criação da Cooperativa e a liderança de Irineu Manke, o primeiro presidente, tendo permanecido durante 35 anos como gestor, até a sua morte.

Silvério disse que o esforço e o sacrifício dos pioneiros não foram em vão. Hoje são mais de 730 famílias associadas e na atual safra já recebeu 1 milhão 675 mil sacas. Para o presidente do Conselho de Administração da Cooperativa Juriti, Orlando Giovanella, os 57 visionários que iniciaram o trabalho jamais imaginaram que meio século depois estaria nesse estágio, mas isso se deve a eles que acreditaram numa ideia, aos sócios, conselheiros e especialmente aos profissionais Juriti, pelo trabalho que realizam.

Orlando observou que no setor de RH existem muitos nomes de pessoas que buscam emprego na Cooperativa, o que considera positivo e demonstra confiança e credibilidade. Da mesma forma, produtores querem se associar, mas para isso é preciso investir na capacidade estática de armazenamento e na ampliação do setor de descarga. "Estamos numa fase muito boa na indústria, como também na loja agropecuária. Além de sermos a maior empresa de Massaranduba, também somos a maior arrecadadora”, falou.

Parceria com a Cooperativa é destacada pelo prefeito Sésar

A parceria entre a Prefeitura e a Cooperativa foi destacada pelo prefeito Armindo Sésar Tassi, que faz questão de dizer que é o primeiro prefeito agricultor de Massaranduba e também associado. "Esse é um momento histórico. Precisamos dar as mãos sempre, com isso todos saem ganhando. A Juriti é um orgulho para Massaranduba e região e tem dado uma grande contribuição para a nossa economia e para o desenvolvimento social", registrou.

Sésar disse, ainda, que além de maior arrecadadora de impostos, a loja agropecuária é a que mais contribui na área comercial. "Ganha longe da segunda colocada", citou. O presidente da Câmara Municipal, Djonathan Cisz, cumprimentou a Juriti pelos 50 anos e destacou que ela contribui para a qualidade de vida de Massaranduba pela geração de emprego, renda e estabilidade social. “O Poder Legislativo está feliz por poder reconhecer publicamente isso e cumprimentar a todos”.

Jornal do Vale do Itapocu