Newsletter
Notícias

5ª edição do WCM debate liderança, marketing e criação de valor

02/10/2019

A quinta edição do World Coop Management (WCM), realizado no Expominas, nos dias 30 de setembro e 1º de outubro, em Belo Horizonte, destacou os temas Liderança, Marketing e Criação de Valor.

O congresso que já se consolidou como um dos maiores do setor no Brasil, reuniu 910 cooperativistas de Minas Gerais e de outros 23 Estados para conhecerem as principais tendências de mercado e viverem uma experiência completa sobre o cooperativismo.

Exemplo disso é a Mostra Museu de Rochdale, que fez parte das atrações do evento. Foi a primeira vez que a exposição foi realizada fora da Inglaterra, com peças originais do Museu que conta a história da Sociedade Equitativa dos Pioneiros de Rochdale, primeira cooperativa dos tempos modernos, fundada em 1844. O evento contou também com uma área com 21 expositores, livraria, espaço de conhecimento com representantes de universidades nacionais e internacionais e o Mercado SomosCoop, com produtos de cooperativas de Minas.

Segundo Ronado Scucato, presidente do Sistema Ocemg, anfitrião e patrocinador do encontro, oportunidades como o WCM contribuem para os novos rumos que o segmento está traçando. "O cooperativismo autêntico precisa ter foco na mudança para o melhor, com foco na reinvenção. Essa mudança deve ser rápida, sem radicalismos e feita por meio da educação e da capacitação", frisou.

Representando o Sistema OCB, o superintendente Renato Nóbile, frisou que o conteúdo do congresso é muito rico e fará com que os participantes saiam do evento imbuídos de ferramentas para aplicar no dia a dia das cooperativas, Unidades Estaduais e Unidade Nacional.

Liderança em foco

A programação do WCM 2019 contou com palestrantes nacionais e internacionais, e no primeiro dia o congresso abordou o tema liderança inspiradora, inovadora e eficaz.

Para falar sobre o assunto, foram convidados o executivo global da Lego Christian Majgaard; o especialista em empreendedorismo e inovação empresarial Michael Flynn; o palestrante e consultor Othon Barros; o professor da Universidade Católica de Lisboa Nuno Moreira da Cruz; e o autor de vários best-sellers e fundador de uma das mais respeitadas consultorias em gestão do mundo Don Peppers.

Sobre a necessidade de customizar e gerar uma experiência interessante para os compradores dos produtos de cooperativas, Peppers sugeriu que a inovação deve seguir a mesma velocidade que os clientes evoluem. E completou: "A melhor experiência para um cliente é não ter que passar por nenhum problema no processo de compra".

Um painel com os jornalistas Natuza Nery, Milton Jung e Rodrigo Bocardi fez uma retrospectiva da política e economia brasileira nas últimas décadas e traçou os rumos do cenário atual. Na oportunidade, Jung destacou que "as cooperativas e empresas que conseguiram preservar sua reputação irão se destacar, pois terão diferencial competitivo".

Estratégia para crescer

No segundo dia de congresso, os debates foram direcionados pela temática da Estratégia. Falaram ao público o empresário carioca Ricardo Bellino; o especialista considerado um dos 100 maiores gurus em inovação do mundo pelo World Economic Forum, Soumodip Sarkar; o líder global de pensamento e autor especializado em inovação, David Price; o conferencista na área de motivação empresarial, Alfredo Rocha; o especialista em branding e cultura do mundo, Jeetendr Sehdev; e o maestro João Carlos estão entre os palestrantes que falarão o público.

De acordo com Price, criar uma estratégia em que os colaboradores são estimulados a participar de forma ativa no processo de criação e geração de ideias para o empreendimento é primordial nos tempos atuais. "As empresas devem investir em uma cultura em que todos podem criar. Além disso, os empreendimentos, sejam eles fornecedores de serviços ou produtos, precisam estar atentos ao que os clientes propõem e entender sua cabeça. Isso é imprescindível para sua manutenção no mercado", comentou.

Fechando o evento com sua emocionante história de superação, o maestro João Carlos Martins fez um convite para a reflexão: "O contrário da vida não é a morte, é a repetição. Inovar é muito válido nas nossas carreiras e foi isso que eu fiz por toda a minha vida"

Ocemg