Newsletter
Notícias

UNIMED LONDRINA: Presidentes da CNU e da Unimed do Brasil participam de evento da cooperativa

03/12/2020

Os cooperados da Unimed Londrina puderam discutir o futuro da cooperativa no evento Unimed Integra. Realizado durante três dias consecutivos (24, 25 e 26 de novembro), via plataforma Zoom, os médicos assistiram a palestras dos presidentes da CNU (Central Nacional Unimed), Alexandre Ruschi, e da Unimed do Brasil, Orestes Pullin. O professor e sócio da empresa Axis Health Finance, Eduardo Falsarella, também integrou o encontro ao apresentar uma palestra sobre modalidades de captação de recursos para construção de rede própria.

O presidente da CNU, Alexandre Ruschi, abriu a programação do evento ministrando a palestra “Verticalização – A Movimentação do Mercado, da CNU e das Unimeds”. O presidente discutiu os desafios que a área da saúde suplementar enfrenta neste momento e as mudanças necessárias que as tendências de mercado indicam para superar esses obstáculos.

Ruschi aproveitou a ocasião para apresentar o perfil e as experiências vivenciadas pela CNU. Ele também elencou as iniciativas de investimentos em recursos próprios desenvolvidas por algumas singulares do Sistema Unimed.

No segundo dia do evento, o professor Eduardo Falsarella explicou as modalidades de captação de recursos para construção de rede própria disponíveis no mercado. O profissional inclusive trouxe um case da Unimed Sul Capixaba, que foi pioneira no Brasil ao utilizar o fundo imobiliário como modalidade para angariar investimentos à construção de hospital.

Para encerrar o evento, o presidente da Unimed do Brasil, Orestes Pullin, falou em sua palestra “Sistema Unimed e Saúde Suplementar” sobre como ampliar o número de clientes por meio da qualidade dos serviços prestados pelas operadoras, sem afetar os ganhos dos profissionais de medicina.

“Temos que ter qualidade! Ajudar o país a melhorar. Senão, estaremos brigando por migalhas. E não vamos fazer o que é preciso para garantir um mercado de trabalho saudável, com os médicos podendo exercer suas atividades com ganhos adequados. Não adianta fazer concorrência com preço, isso não beneficia nem os médicos e nem os beneficiários”, comenta Pullin.

O Unimed Integra contou com a participação de mais de 170 cooperados. 

Imprensa Unimed Londrina