Coperpan promove ação social na cidade de Panamá

08/05/2013

Cerca de 20 famílias de Panamá, cidade no Sul de Goiás, distante 177 km de Goiânia, estão sendo beneficiadas com uma relevante ação social fruto de parceria entre a Cooperativa Mista dos Agropecuaristas da Região do Panamá (Coperpan) e o laticínio Marajoara. 


O projeto, idealizado pela juíza da comarca de Panamá, Lívia Vaz da Silva, oferece leite às famílias de baixa renda do município para melhorar o nível nutricional das crianças. A cada dois meses, são doados 720 litros de leite. 


A juíza explica como surgiu a iniciativa. "Temos famílias muito numerosas e isso é um problema. Esse projeto consiste em oferecer a essas famílias uma oportunidade de melhorar a nutrição das crianças e, consequentemente, lhes oferecer mais saúde e qualidade de vida", afirmou a magistrada. Atualmente com 110 cooperados, a Coperpan capta cerca de 20 mil litros de leite por dia. 


O volume é integralmente comercializado com o laticínio Marajoara, desde o início das atividades da cooperativa, em agosto de 2010. O presidente da Coperpan, Renê da Mota Oliveira, conta que a cooperativa sempre procura colaborar com ações desenvolvidas na cidade. "Quando tomamos conhecimento desta ação social, decidimos pedir o apoio da Marajoara para colaborar com essas famílias. É uma forma de participarmos da vida social de nossa comunidade e contribuir um pouco para o desenvolvimento local", afirmou o presidente. Segundo ele, os cooperados ainda aprovaram em assembleia a construção da loja agropecuária da cooperativa, que deverá estar pronta até o fim deste ano. Além disso, visando à melhor qualidade do leite captado, foram adquiridos 12 resfriadores de leite, que são oferecidos na modalidade de comodato aos produtores associados. "Esses equipamentos mantêm a temperatura e qualidade do leite. Estamos tentando substituir os latões pelos resfriadores. Com uma qualidade melhor, o produtor também tem condição de melhorar o preço do produto", afirmou o presidente.

OCB/GO Com informações do laticínio Marajoara

comments powered by Disqus