Newsletter
Artigos

Resultado econômico social: a essência do cooperativismo

Diferente de uma instituição financeira convencional, o objetivo de uma cooperativa de crédito é gerar benefícios aos seus cooperados e às comunidades onde atua. Prova disso é o resultado econômico social, uma clara demonstração de que o cooperativismo é uma questão de princípio e tem como foco o crescimento econômico sólido e sustentável da sociedade onde está inserido.

Tomemos como exemplo a cooperativa de crédito Únilos, que há 24 anos mantém suas operações nas cidades de Florianópolis, São José e Palhoça. Em 2021, o seu resultado econômico social foi superior a R$ 21 milhões – 80% maior que o ano anterior. Essa quantia reúne os valores que cada cooperado economizou durante o ano – com tarifas e taxas de juros diferenciadas – somados aos rendimentos obtidos com os investimentos junto a cooperativa e ao próprio resultado alcançado pela instituição, que volta ao cooperado.

As vantagens ficam evidentes a partir da comparação com as demais instituições financeiras. Para se ter uma ideia, R$ 17.492.386 foi a economia proporcionada aos cooperados a partir dos juros mais acessíveis. Se tomarmos como base a média praticada pelos bancos, a diferença em relação aos encargos cobrados pelas cooperativas chega a 136,54% menor no cheque especial, 12,83% na modalidade de crédito pessoal e 223,22% no crédito rotativo com cartão. No comparativo dos valores tarifados, a economia em relação aos bancos foi de R$ 1.520.524.

Já no tocante aos ganhos obtidos com aplicações financeiras, o rendimento médio registrado pelas cooperativas chega a ser até 24% superior. No comparativo em 2021, o ganho dos cooperados da Únilos superou o rendimento médio dos bancos em R$ 907.346. Também entra na conta os resultados alcançados pela cooperativa no período, um dos grandes diferenciais em relação a outras instituições bancárias, visto que esses ganhos retornam aos cooperados. São os juros sobre as cotas capital, que no ano passado somaram R$ 1.140.644, e outros R$ 482.568 a título de sobras a distribuir.

Já seria uma excelente conquista dizer que a economia média por cooperado em 2021 foi de aproximadamente R$ 1.247,00, mas os benefícios gerados a partir dos princípios cooperativistas foram muito além. Afinal, estamos falando de R$ 21 milhões que impactaram positivamente a economia da região como um todo. Assim como as ações socioambientais desenvolvidas pela Únilos na Grande Florianópolis, esse é um resultado que fica aqui. Nas mãos dos cooperados, esse dinheiro movimentou o comércio, a prestação de serviços e fomentou o desenvolvimento das comunidades.

Delbora Machado

Diretora Executiva da Cooperativa de Crédito Únilos