Newsletter
Artigos

O futuro cooperativista já começou. E depende de todos nós

O Dia Internacional do Cooperativismo de Crédito (DICC) é uma celebração anual do movimento cooperativo, promovido pelo Conselho Mundial das Cooperativas (WOCCU), que acontece sempre na terceira quinta-feira do mês de outubro, desde 1948. Neste ano, é comemorado em 19 de outubro.

A data tem como objetivo comemorar o poder transformador e as realizações do cooperativismo financeiro pelo mundo, além de possibilitar a reflexão e o debate sobre o importante papel que as cooperativas desempenham para melhorar a vida das comunidades e dos cooperados.

Neste ano, o tema proposto para o DICC é “As cooperativas de crédito apoiam pessoas, impulsionam negócios e transformam comunidades.” Nada mais justo, a meu ver. Afinal, se o cooperativismo financeiro existe, é para fazer a diferença. Para construir um mundo mais justo, igualitário e melhor para todos nós.

Para que isso aconteça, repito o que disse nesta mesma data, um ano atrás: é necessário que o futuro seja cooperativista.

Sou um otimista e acredito que estamos no caminho. O Anuário do Cooperativismo Brasileiro 2023 mostra que no último ano tivemos uma evolução do número de associados a cooperativas de crédito, que passou de 13,9 milhões para 15,5 milhões – crescimento de 11%. [DSB1] O patrimônio líquido destas cooperativas também teve resultado expressivo, totalizando R$ 81,8 bilhões. A importância do cooperativismo de crédito também pôde ser percebida nos indicadores financeiros do setor, totalizando R$ 656 bilhões em ativos e R$ 12,8 bilhões em sobras do exercício.

Mas muito além de falar sobre números que impressionam, quero falar sobre a representatividade, o senso de pertencimento e inclusão que as cooperativas de crédito proporcionam às pessoas e comunidades. Nas cooperativas Ailos, por exemplo, acreditamos na educação financeira como um dos pilares que sustentam a qualidade de vida do ser humano. Focados em um futuro viável e próspero para as regiões nas quais atuamos, temos investido fortemente em educação. Por meio do PROGRID, nosso programa de educação que há 20 anos contribui para a evolução do aprendizado e coopera com a economia e o desenvolvimento sustentável de comunidades, já impactamos mais de 5 milhões de pessoas. Com cursos, capacitações, eventos presenciais e até peças de teatro, levamos conhecimento e informação para todos, sem custo adicional. Além disso, em 2022, lançamos a Turminha Ailogs, um projeto que tem como missão ensinar as crianças de 6 a 9 anos sobre cooperativismo e educação financeira de uma forma divertida e pedagógica.

Quando digo que o cooperativismo de crédito é um movimento realmente transformador, é sobre isto que estou falando. E o DICC é uma das muitas oportunidades que temos para dar visibilidade a isso – provando, com números e entregas tangíveis, o quanto este setor movimenta a economia, impulsiona empresas e como consequência, transforma a vida das pessoas. 

Convido você, que me lê agora, a conhecer mais sobre este universo e se conectar, por meio dele, com seu propósito e seus objetivos de vida. Pois, juntos, temos nas mãos o poder e a força para fazer a diferença em nossas vidas e nas vidas de quem mais quiser fazer parte desta jornada. Ainda temos uma longa caminhada pela frente, é verdade. Mas o futuro cooperativista já começou. E depende de todos nós.


 [DSB1]Aqui talvez aclarar que está falando especificamente do cooperativismo de crédito. Para não confundir com o cooperativismo como um todo

Moacir Krambeck

Presidente da Confebras, do Conselho de Administração da Central Ailos e coordenador do Conselho Consultivo Nacional do Ramo Crédito da OCB