Newsletter
Artigos

Cooperativismo de crédito: muito além do dinheiro

No cenário financeiro brasileiro, uma luz brilha intensamente destacando-se não apenas pelos números impressionantes, mas pelo seu compromisso com a comunidade e os associados. Estamos falando do Sicredi, uma instituição financeira cooperativa que não apenas prospera, mas também transforma vidas e impulsiona o desenvolvimento socioeconômico de todo o país.

Em 2023, o Sicredi alcançou um Benefício Econômico Total de R$ 23,5 bilhões, um feito que reverbera em todos os cantos do Brasil. Não se trata apenas de uma cifra, mas sim uma materialização do compromisso do Sicredi com seus 8 milhões de associados e com a sociedade em geral, com quem está comprometido em promover a qualidade de vida e desenvolvimento para as pessoas que vivem nas comunidades onde a instituição está presente.

Mas, o que exatamente compõe esse benefício econômico? O Sicredi utilizou uma metodologia sólida do Banco Central do Brasil para mensurar o valor agregado através de três pilares distintos:

 

  1. Benefício Econômico com Crédito (BEC), que totalizou R$ 16,2 bilhões em 2023 e representa a diferença entre os juros pagos pelos associados e a média praticada pelo Sistema Financeiro Nacional. Isso significa que o Sicredi não apenas fornece crédito acessível, mas também o faz de maneira justa e transparente, colocando os interesses de seus associados em primeiro lugar.

 

  1. Benefício Econômico dos Depósitos (BED), que somou R$ 3,9 bilhões em 2023, em que as Cooperativas do Sicredi demonstraram sua habilidade de oferecer retornos atrativos nos investimentos realizados por seus associados, superando as expectativas do mercado e proporcionando uma sólida base financeira para o crescimento individual e coletivo.

 

  1. Benefícios Econômicos do Exercício (BEE), que chegou a R$ 3,4 bilhões no último ano, e reflete os ganhos diretos provenientes de resultado distribuídos pelas Cooperativas Sicredi aos associados, e dos valores revertidos para as Comunidades, em 2023. Essa cifra não apenas evidencia a eficiência operacional do Sicredi, mas também destaca seu compromisso com a excelência e a sustentabilidade financeira.

 

Esses valores – que impressionam - não são apenas frutos de uma operação financeira eficiente. São também reflexo da seriedade do Sicredi em relação aos princípios do cooperativismo. Como um Sistema Nacional organizado em três níveis, com 104 Cooperativas, 5 Centrais e uma Confederação, o Sicredi está profundamente enraizado em comunidades de todo o país, com mais de 2,7 mil agências, instaladas em mais de dois mil municípios, sendo que em mais de 200 deles é a única instituição financeira presente. São mais de 45 mil colaboradores dedicados a fomentar o desenvolvimento regional e a proporcionar a melhor experiência possível aos associados.

O DNA cooperativista do Sicredi transcende as meras transações financeiras. Ele representa um compromisso genuíno com a solidariedade, a ajuda mútua e a construção de um mundo melhor para todos. Enquanto outras instituições financeiras podem se concentrar exclusivamente nos lucros, o Sicredi coloca o bem-estar de seus associados e da sociedade no centro de suas operações.

O Benefício Econômico de R$ 23,5 bilhões gerado pelo Sicredi em 2023 é mais do que uma conquista financeira. É um testemunho do poder do cooperativismo em transformar vidas e comunidades. À medida que olhamos para o futuro, podemos confiar no Sicredi para continuar liderando o caminho, construindo uma sociedade mais justa, próspera e inclusiva para todos. Juntos, podemos alcançar grandes feitos e fazer do mundo um lugar melhor para as gerações futuras.

João Carlos Spenthof

é presidente da Central Sicredi Centro Norte, e vice-presidente da OCB/MT (Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Mato Grosso)