Newsletter
Informativos
Visualizar no navegador | Enviar para um amigo
 
  Desembargador Sérgio Pinto Martins está na lista tríplice do TST  

Olá, como vai?

Gostaria de compartilhar contigo uma grande notícia: o desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2) Sérgio Pinto Martins integra a lista tríplice para a indicação do próximo ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Ele é um homem que eu admiro muito, pois além de muito inteligente e capaz, ele é dono de humildade e integridade ímpar. O Brasil devia ter mais pessoas como o Dr. Sérgio, que mesmo como desembargador se mantém uma  pessoa simples, humana e dono de um coração lindo.

Mesmo com dezenas de livros publicados nunca mudou seu caráter! Ainda intercala a profissão de professor de direito.

Faz muito anos que eu o conheci em um evento que uma amiga, a Dra. Daniela Mencaroni Colloca do Amaral que levou Sérgio Pinto Martins para palestrar e eu me apaixonei por sua simplicidade e simpatia. Eu sempre convidava ele para eventos sobre cooperativismo e esteve em todos. Ele é um grande defensor do cooperativismo, um entusiasta. O Dr. Sérgio inclusive é autor de livros sobre cooperativismo.

E podemos referendar a indicação dele, e dizer ao Ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Augusto Torres, como temos orgulho e estamos felizes com a indicação do desembargador Sérgio Pinto Martins para ser ministro do TST.

Gostaria de pedir que você fizesse um ofício e encaminhe para o ministro da Justiça por e-mail agenda.snj@mj.gov.br

Segue um modelo de ofício para você se inspirar. - https://bit.ly/3mrVUlL

Confira a notícia

Desembargador Sérgio Pinto Martins está na lista tríplice do TST

Beijos 

Sandra Campos

Portal EasyCOOP

 

 
  "Sempre digo que meu local de trabalho são os cinco continentes", diz o presidente da ACI, Ariel Guarco   União Europeia visita experiências do cooperativismo solidário  
  O site Coop News, com sede na Inglaterra publicou uma entrevista com o presidente da Aliança Cooperativa Internacional (ACI), Ariel Guarco, que está a frente do cooperativismo mundial desde 2017 e nesse bate-papo ele fala sobre o seu trabalho e sobre o Congresso que será realizado em Seul, Coreia do Sul, em dezembro   O Chefe de Cooperação, Stefan Agne, e Alexander Kuhl, Oficial de Programa, ambos da Delegação da União Europeia no Brasil, foram acompanhados por dirigentes da Unicopas em visitas no Paraná e São Paulo
  Cooperativas estimulam educação financeira entre crianças e adolescentes em São José dos Campos   INTERCOOPERAÇÃO: Cooperativas avançam nas discussões de projeto de compartilhamento de serviços de TI  
  Ensinar a criança sobre a importância de poupar, investir e pensar na construção de um futuro sólido e seguro financeiramente tem sido prioridade no dia a dia de milhares de famílias, principalmente em tempos de crise e o atual cenário econômico do país   Mais um passo foi dado rumo à formação de uma aliança estratégica entre cooperativas paranaeneses na área de tecnologia de informação
  Favelas cariocas ganham a primeira cooperativa de energia solar   Livro "Jovem Cooperativista: Futuro do Cooperativismo?" concorre ao Prêmio Geek da Literatura da Amazon  
  A CNN Brasil, no telejornal CNN Prime Time, conduzido pelo jornalista Márcio Gomes, apresentou uma matéria no dia 18/10 sobre o início das ativdades da Cooperativa fluminense de Energia Renovável Percília e Lúcio – a primeira desse segmento a atuar em favelas do Brasil   “Os jovens são o futuro do Cooperativismo!” – uma frase muito comum de se ouvir! Mas como eles podem ser o presente do Cooperativismo? Por onde começar?
  FUNDOS CONSTITUCIONAIS: Nova lei garante repasse de 10% do FNO ao cooperativismo de crédito   Cooperativas movimentam mais de R$ 4 bilhões na região central de Goiás  
  O presidente Jair Bolsonaro sancionou nessa quinta-feira (21/10), a Lei 14.227/2021, que alterou regras dos fundos constitucionais e garantiu o repasse mínimo de 10% dos fundos no Norte (FNO) para as cooperativas de crédito   O cooperativismo é responsável por movimentar mais de R$ 4 bilhões ao ano na região central de Goiás, segundo levantamento inédito realizado pelo Departamento de Estatísticas do Sistema OCB/GO