Newsletter
Notícias

Confebras elege Conselhos de Administração e Fiscal

30/04/2021

As Assembleias Ordinária e Extraordinária da Confebras, realizadas dia 26 de abril, elegeram os novos Conselhos de Administração e Fiscal. O momento é considerado um dos mais importantes do ano para a entidade, que reúne 36 filiadas diretas e 456 indiretas. 
  
O novo presidente do Conselho de Administração, Moacir Krambeck, é uma liderança reconhecida no movimento cooperativista. Economista e presidente do Conselho de Administração da Central Ailos, é também vice-presidente da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc), integrando também os Conselhos de Administração da ViaCredi e da Quanta Previdência. 
 
“Somos uma equipe, o que vai muito além dos cargos para os quais fomos eleitos. Eu agradeço a confiança e conto com a colaboração de todos para seguir fortalecendo a Confebras como referência para o cooperativismo de crédito brasileiro. Nossa missão é transformar o Brasil numa nação cooperativista”, afirmou. 
 
Ao empossar a nova diretoria, Kedson Macedo – que esteve à frente da Confebras nos últimos quatro anos e nos dois anteriores como vice-presidente –, reforçou a trajetória de consolidação que vem sendo trilhada pela entidade. “Fecha-se um ciclo em que nos dedicamos firmemente ao propósito cooperativista. A Confebras é forte, independente e precisa, cada vez mais, ocupar a posição que lhe cabe”, afirmou Macedo, que continuará integrando o Conselho de Administração da entidade. Ele abriu oficialmente as assembleias, que contaram com a participação de 20 filiadas. Após a verificação de quorum, a superintendente da Confebras, Telma Galletti, conduziu o processo de prestação de contas. 
  
Inovação e bons resultado  
No primeiro momento, foi apresentado o panorama das iniciativas realizadas em 2020, que foram capazes de converter um ano desafiador, marcado pela pandemia, numa oportunidade de inovação e sucesso para a Confederação. A superintendente destacou a entrada da nova filiada CrediBRF e o destaque que ganharam as ferramentas de comunicação e os eventos digitais. “Em breve, também entregaremos o novo site, que ficará mais funcional, prático e atrativo, melhorando ainda mais nossa comunicação”, comentou Telma Galletti. Segundo ela, é uma parte de um amplo processo, com importantes investimentos em transformação digital, que contou com o aprimoramento da ferramenta de BI, BureauCoop, on-line e exclusiva, que apresenta os dados do cooperativismo brasileiro de forma responsiva e didática.  
  
E quando se fala em conectividade, o Projeto ConectCoop aproveitou a tecnologia para a construção de conteúdos relevantes em podcasts, webinários e webséries. As ferramentas digitais também deram oportunidade à realização de importantes eventos virtuais, como o Festival Coop+, que teve mais de 2 mil inscrições, e o 3º Fórum Integrativo Confebras  Digital, que reuniu 1.363 inscritos. 
 
Já a plataforma Confebras EaD foi um dos braços fundamentais para promover educação financeira, com mais de 1.500 acessos liberados para as filiadas. O CooperaEduca em Casa, outra iniciativa no mesmo sentido, contabilizou 462 acessos, permitindo a pais e filhos aproveitarem as atividades escolares em domicílio para aprender sobre finanças e cooperativismo. A Editora Confebras, pioneira no Brasil, no segmento do cooperativismo de crédito, lançou três novos livros, acumulando um total de 3 mil obras vendidas em 2020. 
 
Todo esse cenário fundamenta o plano de trabalho para o biênio 2021-2023, seguindo a linha de realização de eventos virtuais e a implementação de novas funcionalidades ao BureauCoop (bi.confebras.coop.br). A Confebras também pretende, nos próximos anos, disseminar a campanha SomosCoop, promover intercooperação, sendo agente de disseminação dos objetivos e diretrizes do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo e fomentando parcerias, convênios e iniciativas que consolidem a imagem e a importância da entidade, bem como o papel social e econômico do cooperativismo de crédito. 
 
Os números do crescimento  
Durante as assembleias, foram apresentados os resultados patrimoniais de 2020 e a previsão orçamentária para 2021. Ficou definida a destinação das sobras do ano passado, em 100%, para a composição da reserva legal da Confebras. 
 
Confira os principais números da Confebras (2020):
Ativos totais: R$ 234,4 bilhões (crescimento de 29,1%).
Operações de crédito: R$ 101,2 bilhões (+ 29,9%).
Depósitos totais: R$ 114,6 bilhões (+ 29,3%).
Patrimônio líquido: R$ 32,5 bilhões (+ 7,3%).
Número de associados: 6,4 milhões (+ 8,1%).
Número de associados PF: 5,4 milhões (+ 7,2%).
Número de associados PJ: 1 milhão (+ 11,9%).

Conselho de Administração (2021-2023)
Presidente da Diretoria: Moacir Krambeck (Central Ailos). 
Vice-Presidente da Diretoria: Luiz Lesse Moura Santos (Sicoob Planalto Central).  
Diretor na Diretoria Executiva: Celso Ramos Régis (Sicredi União MS/TO e Oeste da Bahia).  
Conselheiro (Unicred do Brasil): Remaclo Fischer Júnior.   
Conselheiro (Central CrediSIS):  Donizetti José.   
Conselheiro (Cresol Confederação): Alzimiro Thomé.   
Conselheiro (Cooperforte): Kedson Pereira Macedo.

Conselho Fiscal (2021-2024)
Efetivos
Neilson Santos Oliveira (Sicoob Central Nordeste).  
Nestor Ferreira Campos Filho (Confederação Nacional das Cooperativas de Crédito - Cnac). 
Ivo Lara Rodrigues (Federação Nacional das Cooperativas de Crédito - FNCC). 

Suplentes
José Maria Azevedo (Unicred Central SC/PR).
Zeir Ascari (Sicredi Cerrado).
Carmem Lúcia Benevides (Coopestado).

Confebras - Assessoria de Comunicação