Newsletter
Notícias

Instituto Unicred RS e Unicred Erechim revitalizam arboreto em projeto "50 Tons de Verde"

07/06/2021

Sempre dedicadas às causas sociais e ambientais, a Unicred Erechim e o Instituto Unicred RS, que é o braço social da Unicred RS, desenvolveram juntas o projeto “50 Tons de Verde”, a partir do qual reforçam o compromisso das instituições com as comunidades nas quais estão inseridas e a preocupação com nosso meio ambiente. A iniciativa teve a finalidade de contribuir com melhorias no Arboreto do Alto Uruguai, considerado o terceiro maior do Sul do país em espécies introduzidas, segundo dados da Embrapa Floresta.

Localizado no Povoado Sérvia, área rural do município de Barão de Cotegipe, o Arboreto Alto Uruguai foi criado pela Escola Estadual de Ensino Fundamental São José. De acordo com o engenheiro florestal Roberto Magnus Ferron e o professor de silvicultura Valdecir Balestrin, idealizadores do Arboreto, o espaço, que tem mais de três hectares, é considerado um museu vivo de árvores e foi desenvolvido tendo como principais objetivos o educativo (estudo), o ecológico (o retorno dos animais na floresta) e o econômico (o valor imensurável da floresta).

Atualmente mantido pelo Colégio Agrícola Estadual Angelo Emílio Grando, conta com mais de 200 espécies de árvores – sendo a maioria nativas brasileiras, mas também com uma significativa coleção de árvores exóticas. Além das propostas educativas, o arboreto serve também para o desenvolvimento de pesquisas científicas, abrigo para fauna local e outros fins.

Visando atender às diversas carências do espaço, a Unicred Erechim e o Instituto Unicred RS se propuseram a revitalizar as placas de identificação de todas as espécies de arvores, placas explicativas de trilhas e de sinalética para orientação dos visitantes. As melhorias representam uma doação de mais de R$ 10.000,00 para esta importante reserva florestal gaúcha.

O material foi entregue oficialmente na manhã do último sábado, 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente e data em que o Arboreto completou 25 anos de sua implantação. Além do presidente do Conselho de Administração da Unicred Erechim e tesoureiro do Instituto Unicred RS, Antônio Gabriel Teixeira, o ato teve a presença de representantes de famílias pioneiras do Povoado Sérvia, que adquiriram e doaram a área ao Estado para implantação do Arboreto.

Também estiveram presentes na ocasião professores do Colégio Agrícola Estadual Ângelo Emílio Grando, Gladstone Dassoler, Orlando Luis Klimaczewski e Valdecir Balestrin; o prefeito de Barão de Cotegipe, Vladimir Farina; os empresários Sergio Picolo e Maximino Tormen; o coordenador do Curso de Agronomia da URI Erechim, Amito Teixeira e o reitor da URI, Arnaldo Nogaro. O mestre de cerimônias foi o engenheiro florestal Roberto Magnus Ferron, representando o Rotary e a Sociedade dos Engenheiros Florestais Autônomos do Rio Grande do Sul, que prestaram homenagem ao engenheiro florestal Jorge Silvano da Silveira, que auxiliou na implantação e manejo do Arboreto e faleceu recentemente vítima da Covid-19.

Para o Dr. Paulo Abreu Barcellos, Presidente do Instituto Unicred RS, o projeto representa a dedicação da instituição às causas ambientais. “Um de nossos principais propósitos está em abraçar as causas sociais e ambientais, algo que temos imensa gratidão em poder fazer com a revitalização do Arboreto do Alto Uruguai”, declara

Segundo o Dr. Antônio Gabriel Teixeira, o espaço é de grande importância para todos e a ação comprova que o cooperativismo beneficia as pessoas e o planeta. “É nosso dever zelar pela nossa natureza e meio ambiente tão diverso, ainda mais quando podemos o fazer em um espaço de imensurável importância e representatividade para nossa comunidade, estado e todo o país”, aponta.

O diretor do Colégio Agrícola Estadual Ângelo Emílio Grando, Delomar Ceron, enaltece o gesto da Unicred Erechim e do Instituto Unicred RS. “Sem esta ajuda seria ainda mais difícil manter a organização do Arboreto”, comenta.

O ato seguiu todos os protocolos vigentes de segurança, saúde e distanciamento social, que a pandemia da Covid-19 exige.

Assessoria de Imprensa