Newsletter
Notícias

Coopercitrus economiza R$ 400 mil com gestão de dispositivos móveis

15/06/2021

Em um cenário de intensas transformações, é crucial perceber as necessidades do mercado e desenvolver produtos e serviços que as solucionem. É o que faz a Urmobo ( www.urmobo.com.br), startup de gerenciamento de dispositivos móveis e gestão de ativos, que cria funcionalidades específicas para os clientes. Um deles é a Coopercitrus, que teve uma economia de R$ 400 mil nos últimos dois anos com a implementação de MDM e CRM, ganhou rapidez e eficiência em processos digitais e maior segurança das informações e proteção contra vazamento de dados.

"Queríamos empregar o certificado do usuário mas a plataforma anterior não atendia a essa demanda. A Urmobo não só o fez como ainda tivemos redução de cerca de 20% com a migração, no valor de assinatura", conta Valter Bortolin Junior, analista de suporte da Coopercitrus, uma das maiores cooperativas do Brasil na comercialização de insumos, máquinas, implementos agrícolas e tecnologia de campo, que tem 990 dispositivos móveis ativos distribuídos pelo país.

Com 45 anos de atuação, a Coopercitrus faz uso da solução da Urmobo e moderniza suas atividades com ajuda da tecnologia. Em feiras como o Balcão do Agronegócio, em que os pedidos eram anotados pelos consultores técnicos comerciais em talões antes de serem lançados e em que panfletos e tabelas de preços eram impressos aos montes, o processo passou a ser feito diretamente de forma digital, graças à gestão pelo MDM. "Agora imprimimos menos papel, o que ajuda a natureza, gerando economia de quase R$ 40 mil nisso e ainda não temos mais os gastos com 1.600 horas extras que tínhamos a cada evento, para finalizar o lançamento das vendas no sistema. E é tudo feito na hora, não tem que esperar dias", compara Bortolin. A pasta de arquivos com funcionamento off-line e sincronização automática das atualizações quando online é outra funcionalidade que otimiza o trabalho, principalmente em áreas de rurais, sem sinal de internet.

As adaptações da Urmobo são feitas sob demanda, implementadas e disponibilizadas na plataforma em lançamentos quinzenais de updates de novas funcionalidades. "O conceito de MDM - Mobile Device Management, o gerenciamento de dispositivos móveis - é antigo, então buscamos analisar as necessidades locais, através de pesquisas, e simplificar a vida de quem a utiliza, fazendo a gestão como um todo de maneira fácil, intuitiva, com um modelo de licenciamento simples - e valor em reais", diz Thiago Carvalho, diretor de vendas da startup. Com o dólar alto, ferramentas de multinacionais são de três a quatro vezes mais caras - e menos customizadas ao mercado brasileiro.

Solução da Urmobo protege dados e vidas

A preocupação com a segurança da informação tem atraído cada vez mais clientes à Urmobo, que buscam proteção para evitar vazamento de dados e ataques de privacidade. O controle remoto, a criptografia do equipamento, a política de senha avançada com autenticação de usuários e o rastreio, o bloqueio e a limpeza nos aparelhos em casos de roubo têm sido funções destacadas pelas empresas. "Hoje em dia, o celular tem tantas ou mais informações que o computador. É primordial ter cuidado, prezar por um ambiente seguro e controlado. Traz tranquilidade", observa Leandro Souza, gerente de TI Mercosul da Netafim, que adotou o MDM em 2020.

A empresa de irrigação inteligente buscou a plataforma pelo gerenciamento com separação dos perfis pessoais e corporativos dos dispositivos e aprovou os outros recursos. "Os aparelhos passaram a ter maior vida útil, diminuiu a reclamação sobre telefone lento ou de bateria que acaba muito rápido", diz Souza. A segurança dos colaboradores - além da dos dados - também conquistou a companhia israelense. O sistema desativa os celulares quando atingem certa velocidade, o que impede que o equipamento seja utilizado enquanto o motorista dirige e evita, assim, acidentes de trânsito.

Assessoria de Imprensa