Newsletter
Notícias

Lançado o novo Cooperjovem

21/07/2021

Um olho no presente e outro no futuro. É assim o novo programa Cooperjovem, apresentado pelo Sistema OCB ao movimento cooperativista brasileiro nesta terça-feira (20/07), em um evento online que reuniu unidades estaduais, cooperativas, secretarias de educação, escolas e parceiros.

O novo Cooperjovem, que tem por objetivo levar o cooperativismo para as escolas, além da educação cooperativista, passa a oferecer conteúdos ligados a outros três temas igualmente importantes para o país: a educação empreendedora, a educação financeira e a educação ambiental.

Para o presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, as coisas se transformam numa velocidade muito grande e quando o programa começou, há mais de 20 anos, a realidade era outra. “As ferramentas de comunicação mudaram de lá pra cá e o ambiente virtual já é uma realidade. É por isso que o Cooperjovem está se ajustando à essa nova realidade, para cumprir uma missão muito importante: mostrar o cooperativismo empreendedor, que traz educação financeira como base de sustentação das pessoas, famílias e das próprias coops, e, também, que se preocupa com a sustentabilidade ambiental”, avalia Márcio Freitas.

A gerente de Desenvolvimento Humano do Sescoop, Geâne Ferreira, disse que o novo formato do programa está completamente alinhado à Base Nacional Comum Curricular (BNCC). “Agora, o programa vai ser sustentado nesses quatro pilares, tudo para trazer as novas gerações para mais perto do nosso jeito de gerar transformação socioeconômica e, assim, construir um Brasil melhor”, explica a gestora.

O evento de apresentação também contou com a participação de Neilton Ribeiro, presidente do Sicoob Fluminense, cooperativa premiada na categoria Cooperjovem do Prêmio SomosCoop 2020; Afonso Rocha, superintendente do Sebrae Minas Gerais; João Evangelista, analista Sênior do Banco Central; Darcivana Squena, educadora ambiental da Fundação Aury Luiz Bodanese; e Amábile Passos, integrante do Conselho Nacional de Educação.

No desenvolvimento da nova metodologia do programa, o Sescoop contou com parceiros estratégicos: Sebrae Minas e Sebrae Nacional, Fundação Sicredi, o Instituto Sicoob, Sicoob Saromcredi, Sitema Ailos, Fundação Aury Luiz Bodanese da Aurora e várias unidades estaduais que ofertam o programa.

Outra peça importante foi o Conselho Nacional de Educação ao abrir consultas públicas para ouvir a sociedade na elaboração da nova BNCC. O Sescoop esteve presente em todas as sessões que aconteceram pelo Brasil e registrou as demandas referentes ao cooperativismo, cooperação e empreendedorismo coletivo.

Além de contemplar a BNCC e os eixos de atuação, o Cooperjovem está alinhado com o Programa de Desenvolvimento da Gestão das Cooperativas, no critério Sociedade e com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). São agendas importantes nacional e internacionalmente que reforçam o comprometimento com uma sociedade mais justa.

Para as Secretarias de Educação e Escolas, o desenvolvimento do Programa Cooperjovem traz consigo o protagonismo de educadores e educandos, valorizando o que cada um deles tem de melhor.

Este ano, o Cooperjovem completa 21 anos. É um programa do Sistema Cooperativista, realizado pelas cooperativas em parceria com as Secretarias de Educação e escolas. Anualmente ele trabalha com cerca de 73 cooperativas parceiras, 4.289 professores e 511 escolas e cooperativas educacionais, e secretarias de educação vinculadas em mais de 155 municípios. Só em 2020, mesmo com a pandemia, o programa beneficiou mais de 86 mil estudantes. Clique aqui para saber mais

OCB