Newsletter
Notícias

SICREDI: Crescimento de mais de 110% no financiamento para instalação de painéis de energia solar

22/11/2021

Proprietário de dois aviários em Guairaçá, no Noroeste do Paraná, Hercules Edemir Cestaro instalou no primeiro semestre de 2021 painéis para a produção de energia solar em sua área rural. A principal motivação para a mudança foi a economia. “Normalmente, viria uma fatura [de energia] de mais ou menos R$ 7 mil. Agora não chega a R$ 500”, conta Cestaro, que ainda observa uma forte tendência pela mudança. “Aqui na região o pessoal está fazendo. Nos barracões há muito consumo de energia”.

O aumento na procura por financiamento para aquisição de equipamentos de energia solar tem sido registrado pelo Sicredi. A carteira de crédito da instituição financeira cooperativa para essa modalidade já ultrapassa os R$ 3,5 bilhões, crescimento de mais 110% em um ano. Em 12 meses, a instituição financeira cooperativa registrou uma alta de 143% no número de associados atendidos com produtos de energia solar. Para associados Pessoa Física Agro o número de operações cresceu 165% em agosto de 2021, em comparação com o mesmo período de 2020. Somente no estado do Paraná, o Sicredi registrou, até agosto de 2021, a liberação de mais de R$ 256 milhões para energia solar, em mais de 5,3 mil operações, com um ticket médio de R$ 48 mil.

“O Sicredi tem como um dos diferenciais o relacionamento próximo com o associado e um atendimento consultivo para oferecer soluções adequadas a cada necessidade. A energia solar tem se mostrado uma alternativa viável para muitas pessoas tanto pela sustentabilidade quanto pela economia gerada”, comenta o gerente de Desenvolvimento de Negócios da Central Sicredi PR/SP/RJ, Gilson Nogueira Farias.

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a geração de energia fotovoltaica distribuída no país deve crescer de 4,4 para 8,3 gigawatts em 2021. O associado do Sicredi Luiz Jabur fez as contas e verificou que valia a pena investir no financiamento para a compra dos equipamentos com objetivo de baixar o custo da energia na sua residência no Paraná. “Como financiei uma parte do capital, basicamente o que pago hoje, entre energia e financiamento, é o que pagaria de energia. Vale a pena. Tanto que estou querendo colocar na minha empresa agora e, certamente, a gente vai reforçar a parceria com o Sicredi para o financiamento”, afirma.

Em 2021, visando atender à crescente demanda por crédito destinado à instalação de sistemas de energia fotovoltaica, o Sicredi firmou acordo de parceria para captação com a International Finance Corporation (IFC), membro do grupo Banco Mundial, e estimular projetos de energia solar. A linha de crédito internacional é de US$ 120 milhões (cerca de R$ 600 milhões) e tem como foco financiar projetos de energia solar dos associados da instituição em todo o Brasil. A operação foi a primeira realizada por uma instituição financeira cooperativa brasileira e que recebeu certificação emitida pela Climate Bonds Initiative (CBI).

Imprensa Sicredi