Newsletter
Notícias

Núcleo Feminino do Sicoob Coopermais inicia trilha de capacitações com foco no fortalecimento do grupo

20/06/2022

O Núcleo Feminino da cooperativa financeira Sicoob Coopermais deu início, no último mês, a um ciclo de capacitações que integram a jornada de fortalecimento do grupo dentro da coop. Cerca de 20 integrantes estiveram da sede do Sistema OCB/ES para participar do primeiro módulo do projeto, que abordou o tema “Inteligência Emocional”.

A iniciativa tem o objetivo de aperfeiçoar as competências das participantes para atuarem com maior expressão na vida da cooperativa, executando a missão de conectar pessoas para promover a justiça financeira e a prosperidade. Fundado em 2015, o Núcleo Feminino é composto por cooperadas, esposas e filhas de cooperados do Sicoob Coopermais.

O momento foi conduzido pela docente Mirian Devens, que explicou que a realização dessa atividade foi iniciada meses atrás. “No final do ano passado, realizamos um levantamento para entender o que elas estavam achando de fazer parte do grupo, quais eram os objetivos e como elas imaginavam o núcleo no futuro, entre outros temas”, contou.

Além da pesquisa quantitativa, também foi promovido um momento de diálogo franco para entender melhor todo o contexto e pensar como a atuação do grupo poderia ser potencializada. “Por meio das informações coletadas, elaboramos um diagnóstico e apresentamos os resultados para elas, focando no processo de tomada de atitudes e visão de futuro”, completou Devens.

O desdobramento de todo esse trabalho resultou na elaboração da trilha iniciada pelas integrantes, composta por quatro encontros de aproximadamente duas horas cada. Além da inteligência emocional tratada no módulo I, elas terão a oportunidade de refletir sobre comunicação assertiva, trabalho em equipe e comportamentos empreendedores.

“Essa é uma fase de capacitação para fortalecer a atuação delas. O intuito é que, ao final desses momentos, o núcleo esteja muito mais preparado para entrar em ação, com uma identidade muito mais bem definida e engajado para poder se envolver no processo do propósito que elas vão construir a partir de agora”, completou a docente.

 

ABERTURA DO ENCONTRO

Durante a abertura do primeiro módulo, o superintendente do Sistema OCB/ES, Carlos André Santos de Oliveira, destacou a alegria de receber cada participante na sede da instituição. “Essa é a Casa do Cooperativismo Capixaba, e isso significa que é a casa de vocês. Por isso, queremos ver esse espaço sendo cada vez mais ocupado pelas cooperativas e, em especial, pelas cooperadas. Queremos ver as mulheres mais presentes aqui”, disse.

O superintendente também completou sua participação destacando a importância dos Núcleos Femininos para ampliar o envolvimento das mulheres no cooperativismo. “Sabemos que temos avançado nesse ponto, mas também reconhecemos que ainda temos muito a caminhar. Por isso, a criação e permanência desses núcleos é fundamental para abrir as portas para as mulheres fazerem cada vez mais parte do nosso movimento”, finalizou.

A coordenadora do Núcleo Feminino do Sicoob Coopermais, Suely Kurth, relembrou que a criação do grupo foi bastante estimulada pelo ex-presidente da cooperativa e do Sistema OCB/ES, Esthério Colnago. “Ele sempre destacou a necessidade de ter mais mulheres e sempre disse que os núcleos precisavam existir dentro do Sicoob. Por isso, não tem como não lembrar dele nesse momento”, relatou.

Ela também elogiou a inciativa e agradeceu o apoio recebido pelo Sistema OCB/ES nesse processo de fortalecimento do grupo. “O nosso objeto é fazer com que as integrantes se conectem ainda mais com o nosso propósito e que queiram conhecer cada vez mais sobre o cooperativismo.  Foi muito rico terem a oportunidade de estarem no Sistema OCB/ES, pois a forma como foram acolhidas fez com que elas sentissem que a Casa do Cooperativismo Capixaba também pode ser a casa delas”, disse.

Suely também destacou que, além da visita à Unidade Estadual, o núcleo também pode conhecer a sede do Sicoob Central ES. E outras atividades estão programadas. “Ao longo do ano, vamos levá-las para visitar e conhecer a nossa própria unidade administrativa, algumas das nossas agências, o nosso portfólio de produtos e serviços, para que elas possam falar sempre que necessário e oportuno, e conhecer e participar das nossas ações sociais”, completou.

 

SOBRE OS NÚCLEOS

A história dos núcleos femininos capixabas tem início em 19 de outubro de 2009, quando foi instituído o Núcleo Feminino da Cooabriel, tendo como objetivo inserir as mulheres no ambiente do cooperativismo e incentivar o desenvolvimento pessoal e profissional das integrantes. Essa mesma motivação levou à criação dos demais grupos que, atualmente, também se interrelacionam em uma rica troca de experiências que fortalece o movimento.

De acordo com dados do Sistema OCB Nacional, 38% dos cooperados brasileiros são mulheres e, em alguns segmentos, como Consumo e Saúde, elas chegam a representar mais da metade do total. Em 2020, seguindo uma das metas estabelecidas no 14º Congresso Brasileiro do Cooperativismo, foi criado o Comitê Nacional de Mulheres Cooperativistas, que tem como objetivo assessorar o Sistema OCB em atividades de representação institucional, bem como de promoção social, perante as cooperativas, a sociedade civil, os três Poderes e os organismos internacionais.

Sistema OCB/ES