Newsletter
Notícias

Prêmio ProsperaCoop: finalistas são selecionados em Brasília; conheça os 12 projetos

08/07/2024

Os finalistas do Prêmio PropseraCoop 2024 foram definidos por um time de especialistas em um evento realizado pela Confebras, em Brasília. São 12 projetos selecionados nas quatro categorias do prêmio: Meio Ambiente, Social, Governança e Finanças Sustentáveis. A lista completa está no final do texto.

Criado pela Confebras para reconhecer e premiar as melhores práticas de sustentabilidade implementadas pelas cooperativas financeiras do Brasil, alinhadas aos princípios ESG (Environmental, Social, e Governance) e Finanças Sustentáveis, o prêmio recebeu mais de 150 inscrições e reuniu uma série de ações inspiradoras não só para o cooperativismo brasileiro, mas para a sociedade. 

São projetos que mostram um potencial importante de transformação”, afirmou Ricardo Voltolini, CEO da Consultoria Ideia Sustentável, um dos avaliadores da categoria Social do Prêmio ProsperaCoop. Com mais de 25 anos de experiência no mercado de sustentabilidade, Voltolini acredita que o cooperativismo pode alavancar uma transformação socioambiental importante no país. “O movimento cooperativista é um celeiro de líderes potenciais em sustentabilidade, até pela natureza da atividade. E as cooperativas são instrumentos de transformação.”  

Para a superintendente da Confebras, Telma Galletti, o Prêmio ProsperaCoop é importante para incentivar as boas práticas do ESG no cooperativismo financeiro, colocando em prática princípios sustentáveis que estão na essência do nosso modelo de negócio. 

“Desde 2008, a Confebras realiza ações e eventos para mostrar a importância da sustentabilidade dentro do cooperativismo. Então, ver como os projetos estão ricos, voltados às práticas ESG, é gratificante. Precisamos das boas práticas que transformam vidas e realidades”, afirma. 

PROJETOS QUE INSPIRAM

A avaliadora da categoria Ambiental Adriana Di Puglia elogiou a qualidade dos projetos inscritos no Prêmio ProsperaCoop e o engajamento do cooperativismo financeiro na agenda ESG. “Alguns são desafiadores e é interessante ver a mobilização das pessoas, sobretudo os pequenos projetos. Observar iniciativas criativas, com poucos recursos, mas alcançando amplitudes maiores, é algo que, sem dúvidas, faz tudo isso se tornar fascinante.” 

Segundo Adriana, um dos pontos importantes para a  estratégia de sustentabilidade das cooperativas é focar na integridade e transparência dos projetos. Além disso, para a especialista, é importante investir na educação. “Educar as crianças para a sustentabilidade na infância incentiva as boas práticas dentro de casa. Que outra cultura venha a ser formada para melhorar essa cultura. A gente já evoluiu bastante, mas é importante estar fortalecendo as nossas bases”, pondera. 

O CEO do Centro de Estudos em Liderança e Governanças Integrais (Celint), Yuri Lopes Capi, também destacou a diversidade e qualidade das ações ESG inscritas pelas cooperativas no Prêmio ProsperaCoop 2024. 

Segundo ele, na área de governança, por exemplo, as cooperativas financeiras estão trilhando um caminho promissor. “Nós percebemos que elas estão seguindo o rumo certo e há projetos com bastante potencial. Entre os inscritos, há práticas que podem representar avanços em governança para as cooperativas de todo o Brasil”, explica. 

DADOS E SEGURANÇA

Quem disse que compliance, dados e preceitos legais não andam de mão dadas ao ESG? Na categoria de Finanças Sustentáveis, a gerente executiva de GRC e ESG, Cintia Perali, avaliou os projetos na questão de aplicabilidade de cada ação. “A questão de aplicar, de ter consciência em como aplicar e replicar é o essencial, principalmente a questão de começo, meio, fim e replicação”, explica. 

“A minha dica às cooperativas é: estudem, apliquem, se especializem. Tudo aquilo que você tem adquirido na prática, busque motivação para que você consiga implementar de fato e não ser só mais um a falar que faz. Dê medidas econômicas e sociais que se representam e que inspirem à diversidade. Um grãozinho de areia só faz uma praia no oceano”, destacou a avaliadora. 

RELEVÂNCIA 

“As cooperativas têm um papel muito relevante no Sistema Financeiro Nacional”. A frase é da chefe-adjunta da Universidade Corporativa do Banco Central do Brasil, Elvira Cruvinel Ferreira, que também integrou o time de avaliadores. Segundo ela, os projetos apresentados no Prêmio ProsperaCoop são diversificados e espelham um pouco do país.

“Foram projetos criativos, inspiradores e que, com alguns ajustes e adaptações, enriquecerão o cooperativismo como um todo. É sempre uma satisfação poder contribuir com esse tipo de avaliação, porque a gente entende que os prêmios chamam a atenção, dão vitrine, dão espaço para iniciativas que devem ser replicadas no país. É um prazer participar e o Banco Central fica muito orgulhoso de ser um apoiador desse prêmio.” 

PREMIAÇÃO

Os vencedores do Prêmio ProsperaCoop serão anunciados durante o 15º Congresso Brasileiro do Cooperativismo de Crédito (Concred), no dia 7 de agosto, em Belo Horizonte (MG).

Os vencedores de cada categoria receberão troféu e terão a oportunidade de apresentar suas ações ao público do congresso. Os projetos premiados também serão publicados no e-book Melhores Práticas Sustentáveis do Cooperativismo de Crédito Brasileiro, editado pela Confebras, e serão amplamente divulgados no site e nas redes sociais da instituição.

SOBRE O CONCRED

15º Concred é um evento organizado pela Confebras, com o apoio do Banco Central do Brasil, Sistema OCBSistema Ocemg e Sebrae. O evento conta com o patrocínio de todos os sistemas de cooperativas de crédito e de dezenas de organizações que acreditam no evento e no poder transformador do coop financeiro. 

Conheça a equipe completa dos avaliadores no site do Prosperacoop.

CATEGORIA FINANÇAS SUSTENTÁVEIS

 Projeto: Coopera Empreendedor

Cooperativa: Viacredi (Vale do Itajaí – SC)

Resumo: em 2015, surgiu uma preocupação em relação ao elevado número de empresários que, após receberem empréstimos, ainda enfrentavam vulnerabilidade financeira. Reconhecendo a importância de conectar os princípios cooperativistas, bem como Interesse pela comunidade e a ODS 8 – Educação de Qualidade, a cooperativa buscou desenvolver uma capacitação para que os empreendedores pudessem prosperar por conta própria, ao invés de apenas apoiar com recursos, e assim nasceu o Programa Coopera Empreendedor. Em parceria com o Sebrae, o Coopera Empreendedor foi lançado em 2016 com o propósito de apoiar o crescimento de empresas com porte ME e EPP. O programa visa aprimorar a gestão empresarial através de consultorias especializadas nos cinco eixos fundamentais: gestão financeira, estratégia, gestão de pessoas, processos e marketing e vendas. Até o momento, mais de 2.200 empreendedores participaram do programa, recebendo um total de mais de 70 mil horas de consultoria especializada. Essa iniciativa tem sido fundamental para melhorar a gestão dos negócios locais e contribuir para o desenvolvimento econômico sustentável do Vale do Itajaí.?

 Projeto: Piscicultura Intensiva em Caixas D’água

Cooperativa: CRESOL Muriae (MG)

Resumo: tem como objetivo principal a implantação de 20 projetos de criação de peixes em caixas d’água, utilizando como referência o ‘sisteminha’ Embrapa. Esta iniciativa visa promover a soberania alimentar, a geração de renda e o empoderamento dos agricultores locais por meio da implementação de práticas sustentáveis aplicáveis ao dia a dia. Os principais benefícios identificados incluem a diversificação da produção agrícola local, o aumento da segurança alimentar das famílias envolvidas, a geração de renda adicional por meio da venda de peixes e vegetais, o fortalecimento da comunidade e o empoderamento dos agricultores por meio do conhecimento e práticas sustentáveis. Um dos diferenciais deste projeto é a adaptação do ‘sisteminha’ Embrapa para áreas rurais, ampliando seu alcance e impacto. Em termos de resultados, o projeto conseguiu implantar com sucesso os 20 sistemas de criação de peixes em caixas d’água, capacitou os agricultores locais para gerir esses sistemas de forma autônoma e observou um aumento na produção de peixes e vegetais ao longo do tempo.?

Projeto: Primeira Emissão de Letra Financeira Sustentável do Brasil

Cooperativa: Confederação Sicredi (RS)

Resumo: o projeto envolve a emissão da primeira Letra Financeira Sustentável por uma instituição financeira no Brasil, que ocorreu em junho de 2022 por parte do Sicredi. A LF Sustentável é um título de dívida (captação de recursos) que tem por característica o compromisso de utilização dos recursos captados em projetos sustentáveis (ambientais e/ou sociais). Para que fosse possível a emissão, foi preciso antes elaborar um Framework de Finanças Sustentáveis, que é um documento que descreve a estratégia de Sustentabilidade da Cooperativa, os possíveis projetos sustentáveis que eles pretendem financiar e também como divulgarão os resultados e impactos desses projetos. A emissão foi realizada pela Tesouraria do Banco Cooperativo Sicredi. Com essa emissão, captamos R$780 milhões. Um ano depois, em junho de 2023, divulgamos os impactos da alocação desses recursos em projetos sustentáveis, os quais incluem: em torno de 5 mil toneladas de emissões de CO2 evitadas pelo financiamento de painéis solares, mais de 9 mil Micro, Pequenas e Médias empresas financiadas (mulheres empreendedoras e empresas em localidades com o IDH abaixo da média nacional) com mais de 82 mil empregos apoiados. O Sicredi possui atualmente (dez/23) R$ 325 bilhões em ativos.? 

CATEGORIA GOVERNANÇA

 Projeto: Comitê Jovem e Comitê Mulher

Cooperativa: Sicredi Parque das Araucárias (PR/SC/SP)

Resumo: observando os números de participações de Jovens e Mulheres na governança da cooperativa, percebemos que havia uma baixa concentração de membros e a idade média dos membros da governança era muito alta. Diante dessa constatação, surgiu a preocupação com a sustentabilidade do negócio e o alinhamento aos objetivos de desenvolvimento sustentável, que incluem a promoção da inclusão e da diversidade. Diante dessa necessidade, iniciamos um trabalho de incentivo aos jovens e às mulheres para assumirem responsabilidades na gestão da cooperativa. Nosso objetivo é promover a participação desses públicos em cargos de liderança, proporcionando igualdade e equidade nas decisões. Dessa forma, eles se tornam promotores do cooperativismo e protagonistas sociais em suas regiões, garantindo a sustentabilidade do nosso modelo de negócio e sua perpetuidade para as próximas gerações. Na época, a cooperativa contava com 34 agências, e implementamos um comitê jovem e um comitê mulher em cada agência, com jovens e mulheres associados. Os resultados alcançados, como o aumento significativo no número de mulheres como coordenadoras de Núcleo e conselheiras, assim como o aumento no número de jovens participantes, evidenciam o impacto positivo do projeto.

 Projeto: Embaixadores Cresol Minas Gerais

Cooperativa: CRESOL Muriae (MG)

Resumo: é uma iniciativa de fortalecimento do relacionamento entre as agências da cooperativa, os cooperados e as comunidades locais, seguindo padrões robustos de governança. O programa envolve os principais interessados, incluindo cooperados selecionados como embaixadores, a equipe da Cresol responsável pelo programa e as comunidades atendidas pelas agências, promovendo uma abordagem inclusiva e participativa. A estratégia inclui a formação de grupos de embaixadores em cada agência, a difusão dos valores e princípios do cooperativismo, e a promoção de maior participação dos cooperados na vida da cooperativa, fortalecendo a governança ética e responsável da organização. O envolvimento ativo dos cooperados como representantes da marca Cresol promove uma conexão mais próxima e autêntica com as comunidades, refletindo os princípios de transparência e responsabilidade. A cooperativa colheu resultados significativos com o projeto, incluindo aumento na satisfação dos cooperados, maior visibilidade nas comunidades e incremento no engajamento nas atividades promovidas. Esses resultados demonstram não apenas a eficácia do programa, mas também a robustez de sua governança, justificando plenamente sua premiação.?

Projeto: Jornada para Obtenção do Selo Pró-Ética

Cooperativa: Sicoob Credicitrus (SP)

Resumo:  primeira cooperativa de crédito a conquistar o selo Empresa Pró-Ética – ETHOS. Em 30 de novembro, a Credicitrus foi reconhecida com o Selo Empresa Pró-Ética, tornando-se a primeira cooperativa de crédito do País a conquistar o selo, edição 2022-2023. Para o reconhecimento como empresa Pró-Ética, a Credicitrus passou por uma criteriosa avaliação pela Controladoria Geral da União (CGU) em relação às medidas contempladas no seu Programa de Compliance. Para obtenção do selo Pró-Ética, foi necessário melhorias e revisões de processos e sistemas para aumentar a prevenção a corrupção internamente, tais como código de conduta, políticas de auxílio ao poder público no combate à lavagem de dinheiro, sistemas de controle interno e auditoria. Dentre as ações executadas, destacamos a realização de iniciativas com os colaboradores para divulgação do início da jornada; Filiação ao Instituto Ethos; Aderência da Credicitrus ao Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção – Instituto Ethos; Ajustes de normativos internos e adequação de procedimentos para a reforçar a conscientização da integridade empresarial. O reconhecimento legitima as ações adotadas pela Cooperativa para prevenir e combater a corrupção e reforça a responsabilidade perante seus cooperados, colaboradores e a comunidade onde está inserida.?

CATEGORIA MEIO AMBIENTE

Projeto: Cresol Siga: Saneamento, Infraestrutura e Gestão da Água

Cooperativa: Central Cresol Sicoper (RS)

Resumo: para promover a sustentabilidade ambiental em nossas cooperativas, envolvendo todas as áreas diretamente impactadas com este tema, foram implementadas estratégias e criado produtos/soluções atrelados à carteira verde, entre eles, o Cresol Siga: financiamento para investimentos em saneamento, infraestrutura e gestão da água. Desta forma, trabalhamos em conjunto com nossos associados e toda comunidade para melhorar o bem estar das pessoas, igualdade social e redução de riscos ambientais. No projeto foram envolvidas a Equipe da Central Sicoper juntamente com todas as suas cooperativas e agências, em parceria com a ONG norte americana https://water.org/. Todos os contratos realizados até então resultam numa carteira de mais de R$23 milhões. De acordo com as métricas? da https://water.org/ mais de 1.660 pessoas de diversas cidades dos estados do RS, SC, MG, MT e PE foram? impactadas com estes investimentos em melhorias relacionados à água e saneamento, através deles aumentou a qualidade de vida das pessoas e a preservação do meio ambiente.?

 Projeto: Programa Nascente Viva

Cooperativa: Sicoob Credcooper (MG)

Resumo: o Programa Nascente Viva foi desenvolvido pelo Sicoob Credcooper com o objetivo de promover a revitalização e preservação das nascentes por meio da conscientização ambiental, agricultura e pecuária? sustentável, manejo integrado de bacias, uso consciente da água e função social, e a interação homem e meio? ambiente, focado na agenda 2030 da ONU, em destaque ODS 6 na região de Caratinga. O Programa Nascente Viva no decorrer dos anos tem contribuído veementemente nas práticas de preservação e recuperação de nascentes. Em 2022, tivemos o privilégio de sermos reconhecidos com o troféu ouro no prêmio Somoscoop na categoria “Desenvolvimento Sustentável” pela OCB. Diversos fundamentos qualificam e mostram a eficácia do Programa Nascente Viva. Como resultados podemos citar: recuperação de 44 nascentes na área de atuação do Sicoob Credcooper;  implantação de um piloto de pesquisa, monitorado desde 2016; implantação de Implantamos técnicas de manejo de solo em cerca de 1.000 hectares; doação de 15 mil mudas em parceria com o Instituto Terra, sendo possível reflorestar em média 150 hectares; realização de oito seminários de educação ambiental, 32 palestras acompanhadas com ‘Dia de Campo’ e  96 consultorias de campo, com cerca de 4.300 pessoas impactadas diretamente e 186.316 indiretamente.?

 Projeto: SANEAMAIS

Cooperativa: Viacredi (Vale do Itajai – SC)

Resumo: o projeto SANEAMAIS foi iniciado em 2021 por meio de colaboração entre a Viacredi e a Water.org, uma? organização global sem fins lucrativos que oferece soluções financeiras para mitigar a crise hídrica global. Pelo SANEAMAIS, a Viacredi oferece aos seus cooperados linhas de crédito com condições diferenciadas para projetos específicos de água e saneamento, como captação de água em poços e nascentes, reaproveitamento de água da chuva, construção e manutenção de fossas sépticas, conexão com redes de esgoto, entre outros. O SANEAMAIS está alinhado com nosso planejamento estratégico, visando aumentar o envolvimento dos colaboradores na comunidade e fortalecer as iniciativas educacionais para cooperados e comunidade em geral. Além disso, o projeto dissemina informações e orientações sobre a importância do saneamento básico e do uso sustentável dos recursos naturais para as comunidades. Até 08/04/2024, foram cooperados atendidos 2261, com 3228 contratos efetivados, totalizando R$30MM liberados. Destaca-se o êxito do programa ao superar as metas previstas. Através de treinamentos, eventos e programas educativos sobre práticas de higiene, conservação de água, gestão de resíduos e a importância do saneamento adequado, temos uma estimativa de que mais de 5.000 pessoas foram impactadas com orientações por meio do projeto.?

 CATEGORIA SOCIAL

 Projeto: Circuito Comemorativo 40 anos Credicitrus

Cooperativa: Sicoob Credicitrus (SP)

Resumo: em 2023, o Circuito Comemorativo de 40 anos da Credicitrus teve como objetivo fomentar o modelo do cooperativismo de crédito, promovendo o desenvolvimento das comunidades onde a cooperativa está presente, assim como a economia local e, principalmente, proporcionar a inclusão social. Passou por 16 cidades do interior de São Paulo e Minas Gerais. Aos sábados, na praça central de cada município, os circuitos ofereceram à comunidade local atividades de entretenimento como teatro, oficina de cupcake, oficina de reciclagem, além de informações e ações relacionadas à saúde e orientações pertinentes à prevenção de golpes e fraudes no mercado financeiro. As entidades sociais locais contaram com o apoio da Credicitrus, para realizar a venda de produtos alimentícios, cujos valores arrecadados foram revertidos para as próprias entidades. Para encerrar os eventos, na noite dos sábados, foram realizados shows de cantores reconhecidos nacionalmente, abertos à população local. Na sexta-feira que antecedia os eventos, em cada município, a Credicitrus realizou os eventos “SOMAR”, para disseminar o modelo de negócios do cooperativismo para os cooperados presentes. Além dessas ações, o Instituto Credicitrus visitou as escolas locais com o intuito principal de disseminar a Educação Financeira aos alunos.?

 Projeto: Expressão Mamaindê

Cooperativa: Sicoob Credisul (RO)

Resumo: há mais de cinco anos é desenvolvido este trabalho com viés ambiental, sociocultural e econômico, junto à comunidade indígena Mamaindê, na TI (Terra Indígena) Vale do Guaporé, localizada em MT e RO. O Projeto Expressão Mamaindê envolve cerca de 300 membros entre crianças, jovens e adultos e tem como foco as mulheres. Com a premissa de preservar a biodiversidade, a sustentabilidade e a diversidade nos lugares onde está presente, e após elaborar uma pesquisa junto a esta comunidade, a Sicoob Credisul desenvolveu um projeto contendo o seguinte conjunto de iniciativas: Ação? de Educação Financeira; Ação de Conscientização, Educação Ambiental e Coleta Seletiva; Ação de? Empreendedorismo e Geração de Renda, com a criação de novos produtos (ecobags, calçados e itens para casa), valorizando o artesanato e preservando a cultura, os valores e as tradições imateriais dos Mamaindê.

Projeto: Programa de Agricultura Sustentável e Segurança Alimentar

Cooperativa: SICOOB Credinor (MG)

Resumo: o projeto foi iniciado em 2021 com o objetivo de estabelecer parceria entre Sicoob Credinor e a Prefeitura de Lontra (MG), para viabilizar benefício mensal, no valor de R$ 50,00, destinados a famílias em situação de insegurança alimentar. Aliado a isto, o projeto visou vincular a utilização do benefício exclusivamente na compra de alimentos produzidos pela agricultura familiar local, fortalecendo este setor da sociedade. Contribuindo para a segurança alimentar de 200 famílias beneficiadas. ?A implementação deste projeto buscou aliviar as condições de vulnerabilidade social em Lontra e estabelecer um ciclo sustentável de desenvolvimento econômico, com ênfase no fortalecimento da agricultura local. Quando viabilizamos o benefício ‘Vale Feira’ para as famílias, garantimos uma melhora na qualidade da alimentação das famílias atendidas, além da garantia de alimentação mais frequente, o que está relacionado à dimensão social. E por fim, ao associar os pequenos produtores na cooperativa de crédito, promovemos a inclusão financeira destes empreendedores locais, viabilizando a melhoria? da sua renda, a diminuição de prejuízos por desperdícios e sua permanência na atividade agrícola, o que trata diretamente com a dimensão econômica.?


Confebras